Ao conversar com o artista visual, Murilo Marçar Andrassa, o Muka AME, logo se percebe que o conceito de comunidade é a espinha dorsal de sua trajetória na arte. Murilo nasceu e cresceu em Londrina (PR). Cursou faculdade de artes visuais e trabalhou por cinco anos com criação de arte, em agências de propaganda. Como freelancer, se dedicou a ilustração.
Faz parte da cena do skate, e através dela esbarrou com dois parceiros super importantes para a sua entrada no universo do graffiti, Rafael Parisotto e Marco Golbatto. Estava formado o coletivo de arte AME (Atividade Marginal Estética), ou como os grafiteiros costuma falar, nascia a AME crew.

O valor da comunidade para fortalecer e expandir o valor do graffiti

Entende-se comunidade como um grupo de seres humanos que partilham elementos, seja o idioma, a linguagem, a localidade, a visão de mundo ou até mesmo valores e costumes. Muka AME tem consciência de que o graffiti é uma arte comunitária, e através da revolução de conceitos, coloca sua proposta para a sociedade.

“Cada um pode  ter a sua estética, sua poética… no meio da caminhada do graffiti, é comum conhecer muitas pessoas que se juntam para pintar, produzir ou simplesmente curtir. Daí vem o conceito de crew, da natureza de comunidade do graffiti”

No meio de sua caminhada, encontrou um grande amigo e incentivador, o artista Crione. Ele acreditou na arte de MUKA AME e o apresentou para vários artistas da cena de São Paulo. A parceira dos dois rendeu muita história para contar, e com a artista Raup, desenvolveram trabalhos incríveis. Dá uma olhada no vídeo para entender um pouco do que os três são capazes…

Crione e Raup são muito importantes na minha evolução com a arte de rua e aprendizado.”

O valor das parcerias na conquista por espaço

Seu talento para ilustração e coração aberto para estabelecer parcerias resultam em trabalhos de alta qualidade. O artista cria universos lúdicos, onde aborda o sentimentalismo, o sarcasmo, a inocência e o humor, no estilo cartoon. Com suas criaturas imaginárias, dá vida ao que seria inanimado e constrói universos de cor e movimento.
Nesse contexto criativo, dois personagens foram cruciais para que o trabalho de Muka AME ganhasse mais espaço pelo Brasil. São eles AK47, que ele conheceu pintando e Rodrigo CB, que veio com um grupo de skatistas fazer uma conexão com o pessoal de Londrina.
Os dois apresentaram Murilo para o pessoal da caneta Posca. O resultado foi um convite para que Murilo participasse do Pixel Show, o maior festival de criatividade da América Latina.

 

O artista pode levar a arte nos espaços urbanos e criar oportunidades de trabalho

A galera da arte de rua vive numa busca constante por espaços para criar suas obras. Os rolês pela cidade também tem o objetivo de enxergar oportunidades para que se possa fazer uma arte que não seja apagada no dia segunte. Daí a necessidade de autorização.
Murilo frenquenta um bar cujo dono também tem uma padaria. Através daquela velha história do poder do boca a boca, amigos de amigos falaram do trabalho de Muka AME para o dono da padaria. Ele logo propos uma parceria, que trouxe beleza e arte para um pedacinho da cidade.
Murilo se agilizou com alguns parceiros, o senhor custeou os materiais e nasceu um belo exemplo de como a arte de rua pode colorir a cidade junto à visão dos empreendedores locais.

graffiti

Quem tem amigos tem tudo!

Crione, grande incentivador das aventuras artísticas de Muka AME, em 2016 entrou em um projeto chamado Cartoon Metioloco, com parceiros de Santo André (SP) e Cascavel (PR). São eles Neguim, Giw e Du2. Não demorou muito para que ele fosse chamado pela crew para integrar o grupo. “Quando entrei no Cartoon Metioloco o meu trabalho evoluiu demais, porque comecei a aprender com eles não só a questão estética, mas também o lance da produção. Quando a gente se junta, a gente também faz a produção de painéis. Eu comecei a ter outra visão com a galera do Cartoon.”

As redes sociais são territórios férteis para divulgação de ideias, projetos e trabalhos realizados. Muka AME utiliza estas ferramentas com criatividade.

graffiti

Muro, caminhão, ônibus, objetos, camisas e até mesmo o corpo humano.
Para o artista verdadeiro, tudo é tela!

Muros e Painéis

Ônibus e caminhão

A versatilidade de Muka AME para a marca de camisas Overjoy Skateboard

Shapes e objetos de decoração

Pinturas no corpo

Fique por dentro do universo desse artista plural.

Instagram:
@mukaame
@cartoonmetioloco

Facebook:
@mukaame 
@cartoonmetioloco 

Youtube:
Muka AME
Cartoon Metioloco

Marca Overjoy Skateboard, para qual ele colabora:
@overjoyskateboard


Quem leu este artigo, também leu:

>> O talentoso Arthur Duarte dá dicas valiosas para profissionalizar seus freelas
>> 4 artistas brasileiros com a cara tecnológica da arte brasileira

Comentarios

comentarios

COMPARTILHAR
Responsável pela produção de conteúdo de uma plataforma apaixonada pela interdisciplinaridade brasileira. Escrevo sobre arte, mercado, design e trajetórias de sucesso.